You are currently viewing O que o café tem a ver com sua TPM?

O que o café tem a ver com sua TPM?

Sabia que café e TPM possuem uma estreita ligação, mas nada saudável?

A cafeína, geralmente de café, chá, refrigerante ou cacau, pode ser considerada uma das “drogas favoritas” do mundo. 

Em média, uma pessoa consome aproximadamente 165 miligramas de cafeína, ou aproximadamente 1–2 xícaras de café ou chá com cafeína, por dia.

O problema é que este estimulante impacta diretamente em nosso organismo e pode potencializar os efeitos da TPM. Quer saber como? Confira o artigo abaixo!

Qual é o efeito biológico da cafeína?

A cafeína funciona como um estimulante do organismo, interrompendo principalmente a função do neurotransmissor adenosina. 

Quando a cafeína está ausente, a adenosina se liga aos seus receptores (no cérebro e no corpo), o que pode fazer você se sentir cansado ou menos concentrado. 

A cafeína compete com a adenosina por esses mesmos receptores, o que leva à estimulação, principalmente no cérebro e na medula espinhal. 

Essa estimulação pode resultar em uma sensação de aumento de energia, embora algumas pessoas também possam sentir nervosismo, dores de cabeça, nervosismo e distúrbios do sono.

Café e TPM

Alguns estudos recomendam que as pessoas que sofrem de síndrome pré-menstrual (TPM) evitem o consumo de cafeína, pois existem evidências de que mulheres com TPM tendem a consumir mais cafeína do que aquelas que não o fazem.

A ingestão de cafeína e a TPM podem estar associadas anedótica e estatisticamente, visto que fadiga e depressão são sintomas comuns da TPM. 

Em resumo, mulheres na fase lútea (a segunda metade do ciclo, após a ovulação) têm tempo de resposta mais lento em tarefas cognitivas, e mulheres com TPM tiveram pior desempenho em tarefas psicomotoras durante a fase lútea em comparação com suas fases foliculares (a primeira metade do ciclo, antes e até a ovulação). 

Esses estudos sugerem que, à medida que as mulheres se aproximam da menstruação, podem sentir fadiga e exaustão mental, especialmente se sofrerem de TPM.

Pessoas que sentem fadiga podem tentar tratar esse sintoma com aumento do consumo de cafeína, levando à associação relatada. 

Todavia, mulheres que consomem grandes quantidades de cafeína também podem praticar outros comportamentos, como fumar, que também estão associados à TPM, levando a uma falsa associação entre a ingestão de cafeína e TPM.

Leia também::: Como os hormônios influenciam o sono?

Como a cafeína afeta os sintomas da TPM?

Aqui estão alguns sintomas de TPM que podem ser afetados pelo consumo de cafeína:

Falta de sono

A insônia é um dos principais sintomas experimentados por mulheres que sofrem de TPM. Doses mais altas de cafeína tendem a aumentar a quantidade de tempo que leva para adormecer, reduz o tempo geral de sono e torna difícil obter um sono de qualidade suficiente.

Fadiga

Embora a cafeína forneça energia, à medida que seus efeitos vão passando, ela pode causar fadiga indiretamente.

Mudanças de humor

Irritabilidade, raiva, choro, depressão e ansiedade podem ir e vir nos dias que antecedem a menstruação.

Problemas digestivos

As queixas gastrointestinais encontradas nos dias antes, durante e depois da menstruação podem ser semelhantes aos sinais da síndrome do intestino irritável (SII). Alguns desses sintomas incluem inchaço, cólicas, diarreia, prisão de ventre ou gases. Ou seja, se uma mulher já sofre de problemas digestivos como doença de Crohn, síndrome do intestino irritável (SII) ou colite ulcerativa (UC), ela deve ficar longe de cafeína para evitar o agravamento de quaisquer sintomas de TPM.

Absorção de nutrientes

A cafeína pode causar a deficiência de certos nutrientes, incluindo vitamina B6, e pode interferir na absorção de cálcio, ferro, magnésio e vitaminas B. Igualmente, a cafeína tem propriedades diuréticas leves, o que aumenta a frequência da micção e como consequência, as vitaminas solúveis em água, especificamente as vitaminas B e a vitamina C, podem ser esgotadas devido à perda de fluidos.

Mas a cafeína também reduz a absorção da vitamina D ao reduzir a função dos receptores da vitamina D nos osteoblastos (células responsáveis ​​pela produção óssea) no corpo. A cafeína também pode entrar em conflito com a absorção de cálcio. 

Desidratação

Consumir muito café durante os dias de TPM de uma mulher pode levar à desidratação. A cafeína é um diurético e causa perda de líquidos. O estrogênio e a progesterona são os dois hormônios que têm um impacto significativo no nível de hidratação do corpo da mulher. 

Leia também::: Quais os benefícios do implante hormonal para o organismo?

Mantenha-se hidratada

Durante a TPM, os níveis de ambos os hormônios flutuam, o que pode resultar em episódios extremos de desidratação mensal. 

Portanto, durante a TPM de uma mulher, ela deve aumentar a ingestão de líquidos para se manter hidratada e reduzir ou eliminar a cafeína da dieta.

Ao fazer isso, ela sentirá grande diferença nos sintomas pré-menstruais e terá melhor qualidade de vida

Além disso, manter-se ativa, controlar o estresse e descansar adequadamente pode ajudar a mulher a lidar com a difícil TPM.

Espero que o artigo sobre a ligação entre café e TPM tenha sido útil, e para mais dicas e muita informação sobre saúde da mulher, SOP e endometriose, siga meu canal no Youtube!