You are currently viewing Qual o papel da microbiota intestinal na saúde da mulher?

Qual o papel da microbiota intestinal na saúde da mulher?

A microbiota intestinal é a coleção de 100 trilhões de organismos microbianos que existem dentro e sobre nossos corpos. 

Esses microorganismos desempenham um papel vital em nossa saúde, protegendo contra doenças, fortalecendo nosso sistema imunológico e até nos ajudando a digerir nossos alimentos. 

Nosso microbioma também ajuda a sintetizar vitaminas, incluindo B, B12, K, tiamina e riboflavina. E tem também um papel importantíssimo na saúde da mulher, como compartilho com você no artigo que preparei abaixo!

A microbiota intestinal

A microbiota intestinal saudável desempenha um papel fundamental na função imunológica e nos protege de patógenos nocivos. Além disso, é peça-chave no metabolismo e na absorção de nutrientes. 

A composição do seu microbioma é amplamente determinada pelo DNA com o qual você nasceu e pelos microrganismos aos quais você foi exposto no canal do parto e através do leite materno. 

No entanto, seu ambiente, medicamentos, dieta e estilo de vida podem afetar – e potencialmente atrapalhar – o equilíbrio de um microbioma saudável.

Leia também::: Quando desconfiar que tem endometriose?

Como manter o equilíbrio?

O que comemos pode afetar amplamente o equilíbrio e a saúde geral do nosso microbioma. Dietas ricas em gordura trans e açúcar têm sido associadas a mudanças desfavoráveis ​​na microbiota intestinal. 

Dietas ricas em fibras, com muitas frutas e vegetais, se recomenda para pessoas que desejam melhorar seu microbioma intestinal. 

Probióticos e prebióticos podem ajudar a equilibrar o microbioma. Os probióticos são microrganismos vivos saudáveis ​​que podem ser consumidos através de alimentos, como iogurte, kombucha e kimchi, além de suplementos.

Certas fibras indigeríveis são prebióticas, que atuam como fonte de alimento para algumas das bactérias saudáveis ​​em nossos microbiomas. 

Se você deseja aumentar os prebióticos em sua dieta, pode recorrer a suplementos prebióticos ou alimentos ricos em prebióticos, como vegetais ou grãos integrais.

Desequilíbrio e impacto na saúde da mulher

Os tratos digestivos de homens e mulheres não são apenas fisicamente diferentes, mas os hormônios específicos da mulher também podem ter efeitos variados no processo digestivo. 

A localização do útero e dos ovários de uma mulher torna o trajeto do cólon mais longo e complexo. Isso pode fazer com que os órgãos digestivos se esvaziem mais lentamente e levar a sintomas como inchaço, constipação, náusea e cálculos biliares. 

Hormônios específicos femininos, principalmente estrogênio e progesterona, também podem afetar a digestão e a saúde geral da microbiota intestinal da mulher. 

A flutuação ou desequilíbrio hormonal pode afetar a velocidade com que os alimentos se movem pelos intestinos. 

Em alguns casos, uma mudança nos níveis hormonais pode fazer com que os alimentos passem mais rápido do que o normal, o que pode levar a diarreia, náusea ou dor de estômago. 

Em outros casos, a comida pode se mover mais lentamente, causando períodos de constipação, gases ou inchaço. 

As mulheres na pós-menopausa geralmente experimentam constipação à medida que seus níveis de progesterona começam a diminuir. 

As mulheres também podem notar alterações digestivas devido ao ciclo menstrual, mais comumente durante a segunda metade do ciclo, causadas por um aumento nos níveis de progesterona e estrogênio. 

Leia também::: O que são os disruptores endócrinos?

Cuide da sua saúde e do seu intestino

Como vimos, a microbiota intestinal tem um papel muito importante na saúde da mulher. Por isso, mantê-la em dia é fundamental para quem quer ter mais saúde.

O ideal é sempre manter uma dieta em equilíbrio, com o consumo de frutas, vegetais e legumes frescos, grãos integrais e proteínas de boa qualidade.

Dessa forma, nutrimos adequadamente nosso corpo, ao mesmo tempo que evitamos qualquer desequilíbrio que possa existir na flora existente em nosso sistema gastrointestinal.

Por fim, espero que tenham compreendido o papel da microbiota intestinal na saúde da mulher e, para aprofundar ainda mais seu conhecimento sobre o tema, confira o vídeo que gravei para meu canal do Youtube e que compartilho logo abaixo!